Erro
  • RokCommon: Unable to find the RokCommon library at /var/www/vhosts/wesleymatos.com.br/httpdocs/components/com_rokcommon

patrocinadores

Quarta, 05 Outubro 2016 14:36

Após contratempos, Wesley Matos embarca para Copa Pan-Americana de Triathlon em Galápagos, Equador

IMG 2382

 

Com a ajuda de amigos e dos Mercadinhos São Luiz, o triatleta Wesley Matos conseguiu parte dos recursos necessários que o ajudaram a embarcar para Galápagos, no Equador, onde disputará a Copa Pan-Americana de Triathlon no próximo sábado, dia 8 de outubro.

"Depois de ter a passagem negada pelo Governo do Estado, quase fiquei fora dessa prova que é bastante importante para mim devido aos pontos para o ranking que estão em jogo. Mas, felizmente, com a ajuda de amigos e também dos Mercadinhos São Luiz, pude vir para a prova", explica.

Com os contratempos, Wesley lamenta não estar devidamente preparado, nem terá tempo para a aclimatação e descanso necessários para a competição, já que chegará muito próximo do dia da disputa. "Teria total condições de lutar pela vitória na prova, mas, agora estou em busca da melhor colocação possível para uma boa pontuação. Mesmo assim, não descarto um grande resultado, o Triathlon sempre surpreende e quero fazer valer a pena todo o esforço de quem procurou me ajudar", afirma confiante.

Após essa disputa, o triatleta cearense buscará o tricampeonato brasileiro de Sprint Triathlon, na grande final da Copa Brasil em Vila Velha, no dia 16 de outubro. Ainda neste mês, no dia 22, Wesley Matos compete na etapa Pecém do Circuito Nacional Sesc Triathlon.

Dificuldades

No último dia 30 de setembro, o triatleta fez um desabafo em seu perfil pessoal no Facebook, questionando a falta de apoio da atual gestão da Secretaria de Esportes do Ceará, depois de mais uma negativa à sua solicitação de passagem aérea, dessa vez, para participar da Copa Pan-Americana de Triathlon, em Galápagos, no Equador. Segundo ele, a secretaria liberou passagens para outros atletas disputarem suas provas em categorias de idade, mas não atendeu ao seu pedido para uma competição que vale pontos no ranking mundial, e ainda atrapalhou sua programação, pois com a proximidade do evento ficou bem mais difícil conseguir a passagem internacional por outros meios.

"Solicitei uma passagem aérea 36 dias antes do dia da viagem. Acreditava que iria sair, pois finalmente haviam sido abertos os processos de passagem (ao final do ano). Depois de 10 dias ligando e sem ter respostas de como andava o processo, fui três vezes na secretaria e por lá continuei sem resposta. O Secretário está de férias e sua secretária não estava lá em nenhuma das vezes em que fui. Mais algumas tentativas e consigo um contato. Pedem para que eu leve mais documentos, inclusive o passaporte. Ao final de mais essa perda de tempo, o processo foi negado", relatou.

Wesley ressaltou que em gestões anteriores sempre foi bem recebido na Sesporte, mas lamentou o descaso da atual gestão.

Última modificação em Quarta, 05 Outubro 2016 18:33

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

facebook